Análise do Oscar de Melhor Filme – 2006/2016 – Parte II

oscar_statue

  •   Oscar de 2011

     – Indicados: “Toy Story 3”; “Bravura Indômita”; “Inverno da Alma”; “A Rede Social”; “127 Horas”; “A Origem”; “O Vencedor”; “Cisne Negro”; “Minhas Mãe e Meu Pai”.

    – Quem venceu: “O Discurso do Rei”. O filme de Tom Hooper é apenas mediano, valendo apenas pela atuação de Colin Firth como Rei George VI. Tirando esse aspecto, não há nada aqui que justifique este filme ter vencido o prêmio de Melhor Filme, ainda mais em um ano com concorrentes tão superiores.

     – Quem deveria ter vencido: “Cisne Negro” ou “A Rede Social”. Qualquer um dos dois filmes citados merecia ter levado o prêmio de Melhor Filme para casa. “Cisne Negro” é um estudo de personagem fascinante, o melhor filme da carreira de Darren Aronofsky até hoje; aqui o diretor aprimora a técnica de filmagem introduzida em “O Lutador” (2008), utilizando a camera por trás dos ombros da personagem de Natalie Portman em grande parte do filme. Há ecos de “Sapatinhos Vermelhos” (1948) de Michael Powell e Emeric Pressburg e uma atuação sensacional de Natalie Portman. Já “A Rede Social” demonstra David Fincher (um dos melhores diretores em atividade atualmente) em pleno domínio da sua narrativa, retratando como poucos a geração da internet dos anos 2000.

blackswanbg2

minimalist_movie_posters___the_social_network_by_ducvader-d7svke4

  • Oscar de 2012

   – Indicados: “O Artista”; “As Invenções de Hugo Cabret”; “Meia-Noite em Paris”; “Cavalo de Guerra”; “A Árvore da Vida”; “O Homem que Mudou o Jogo”; “Histórias Cruzadas”; “Os Descendentes”; “Tão Forte e Tão Perto”.

  – Quem venceu: “O Artista”.  Dos muitos erros que o a Academia cometeu na entrega do prêmio de Melhor Filme nos últimos anos, o de 2012 foi um dos menos gritantes. Porque, apesar de “O Artista” não ser o melhor filme entre os indicados, a sua qualidade não está muito distante da do filme que realmente merecia vencer. Funciona como uma tocante homenagem à Era de Ouro de Hollywood (aspecto que o levou a vencer o Oscar), além de contar com excelente fotografia em preto e branco e ótimas interpretações de Juan Dujardin, Bérénice Bejo, John Goodman e do cachorrinho Uggie.

 – Quem deveria vencer: “Meia-Noite em Paris”. Vou repetir o que disse em relação à Munique e Spielberg no Oscar de 2006: “Meia-Noite em Paris” é o melhor filme da carreira de Woody Allen nos anos 2000; e isto já diz muita coisa.

tumblr_lx7gay4tTs1qzdglao1_1280

  • Oscar de 2013

  –  Indicados: “Argo”; “Indomável Sonhadora”; “Django Livre”; “A Hora Mais Escura”; “Amor”; “Os Miseráveis”; “As Aventuras de Pi”; “Lincoln”; “O Lado Bom da Vida”.

   –  Quem venceu: “Argo”.

     Quem deveria vencer: “A Hora Mais Escura”. O Oscar de 2013 eu analisei mais detalhadamente neste post.

    1sheet_ZDT_f.indd

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s